As Lesões por Esforço Repetitivo (LER) compreendem várias doenças do sistema músculo-esquelético cujas principais causas estão relacionadas a movimentos repetitivos que desgastam, lesionam e causam danos a diversos tecidos do corpo. São comuns de serem desenvolvidas em ambientes corporativos diversos e a atuação permanente para preveni-las é uma importante medida para a manutenção da saúde laboral de colaboradores.

A maioria das lesões por esforço repetitivo é causada à medida que a pessoa faz esforços repetitivos, vibrações, compressões ou movimentos que exercitam excessivamente uma única região muscular – quase sempre no trabalho. Por essa razão, o empregador deve estar atento, no monitoramento da carga laboral de seus colaboradores e da atenção permanente a eventuais queixas de funcionários, o que tende a contribuir para evitar prejuízos de rendimento e denúncias trabalhistas.

Assim, as LER também são chamadas de DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho), também geram uma série de implicações para empregados e empregadores quando um funcionário é diagnosticado com uma lesão dessa natureza. Esse tipo de problema é, hoje, muito mais comum em atividades relacionadas à digitação, uma prática quase inerente ao ambiente corporativo em si, e, por essa razão, é muito ligado às questões de saúde laboral.

Segmentos profissionais com maior incidência da L.E.R

  • Comércio
  • Bancários
  • Confecções e Têxtil
  • Indústrias Químicas e de plástico
  • Serviços em geral
  • Empresas do ramo de TI

Nestes ramos, os movimentos que mais causam LER estão relacionados a contagem de cédulas de dinheiro; esforços físicos com cabos, chaves e máquinas; digitação e uso de mouse; operação de máquinas de costura e outros equipamentos fabris.

Dentre as doenças mais comuns relacionadas à Lesão por Esforço Repetitivo, estão a Sinovite, Tendinite, Tenossinovite e Lumbago.

Dicas de prevenção

Atividades, hábitos e comportamentos estão diretamente relacionados com a LER. Sendo assim, pessoas que apresentam essa síndrome precisam rever suas práticas e o ambiente que utilizam para trabalhar, realizar suas tarefas ou ter os seus momentos de lazer. Razão pela qual os empresários/empregadores precisam estar atentos à essas condições, para promover um ambiente de trabalho em que prevaleça a saúde e o equilíbrio laboral.

Existem algumas dicas simples, com a adoção de práticas corriqueiras, que contribuem para prevenir o surgimento de patologias dessa natureza:

  • Adote uma boa postura enquanto estiver sentado, mantendo a coluna ereta e em um encosto confortável;
  • evite manter os punhos constantemente dobrados;
  • utilize uma mobília adequada para a sua altura e atividade;
  • faça uma pausa a cada hora para alongar o seu corpo;
  • mantenha o organismo hidratado, bebendo bastante água;
  • utilize equipamentos de proteção, como digitala, munhequeiras e luvas;
  • pratique exercícios localizados para fortalecer as regiões mais exigidas.

A lesão por esforço repetitivo pode levar ao afastamento do trabalho e das atividades rotineiras, causando muitas limitações. Portanto, é fundamental que você adote medidas preventivas e sempre policie os seus hábitos e comportamentos. Assim, poderá corrigir suas atitudes para evitar que a síndrome se manifeste ou ocorram recidivas.

Conte com os serviços da ISO Saúde Ocupacional. A segurança de sua empresa e a saúde de seus funcionários em boas mãos!

Peça um orçamento sem compromisso!